Resenha: The Neighbourhood – To Imagine (EP)

A banda The Neighbourhood, oriunda do estado americano da Califórnia, lançou em meados de 2017, um EP de 5 músicas, chamado Hard, em que eles deram um pontapé inicial numa sonoridade mais eletrônica/experimental. Eis que eles repetem a dose logo no começo de 2018, como um novo EP com também uma quina de canções, nomeado To Imagine.


A principal mudança dessa nova fase do grupo é a aposta num ambiente menos acessível. O pop de antes, no entanto, ainda está lá, só que mais diluído, não tão óbvio. A gravação começa com “Dust” que se revela a mais experimental (e por isso mesmo a mais instigante, bem fora da casinha, mas muito contagiante). Uma grata novidade, para fugir da mesmice, sair do lugar-comum. É ousado pensar que eles foram influenciados por muita coisa do hip-hop?  Provavelmente não.

Segue então o disco com o single “Scary Love”, que é um pop bem singelo, de levada leve. Talvez não tenha tanto poder para emplacar como um grande hit, mas não significa que ela não tenha seu potencial artístico. Bem interessante no jeito ensolarado do seu ritmo. A terceira canção, “Heaven”, é a que mais abusa de efeitos eletrônicos, chegando a ser até bem soturna e mais uma vez utilizando elementos de um rap

“Compass” é um indie/pop bem mais compasso lento, é que combina muito com a sua sucessora e a derradeira música de To Imagine, “Stuck With Me”: as duas são as mais calmas, digamos assim. A diferença é que a última retoma o experimentalismo da primeira música do disco mais fortemente. Ao mesmo tempo, ela termina com uma frase bem chiclete que vai grudar na cabeça de quem ouvi-la, duas vezes já basta para se memorizar e sair cantarolando em looping por aí “…You are stuck with me/So I’ll guess I’ll be sticking with…”.

Enfim, um EP bem honesto, dando novos ares a uma sonoridade que poderia se desgastar com o tempo. Fã que é fã de verdade não vai deixar de gostar deles por causa dessa alteração, a personalidade da banda continua a mesma.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *